Reveillon Praia do Forte





http://www.reveillonpraiadoforte.com.br/


PEIXE
“100% Você”, “A Fila Andou”, “Voa-Voa” e “Não Vou Chorar” são grandes sucessos da história atual do carnaval de Salvador, algumas deles vencedores de prêmios e cristalizados na mente e nos corações dos apaixonados por música baiana.
Alexandre Peixe, responsável por essa façanha, ampliou os horizontes artísticos e enveredou pela carreira de cantor com bastante êxito. Requisitado para diversas festas e micaretas, Peixe tem conquistado cada vez mais fãs por onde se apresenta.
Em pouco tempo, Peixe se transformou na grande revelação do carnaval baiano, começando, assim, a conquista por prêmios. Autor da música eleita “Melhor do Carnaval” em duas temporadas, é ele a grande sensação dos ensaios de axé music Brasil afora.
No carnaval de Salvador, Peixe comanda um dos mais disputados blocos da folia: o Harém.
alexandrepeixe.com.br




JAU
De talento precoce, Jauperi Lázaro dos Santos nasceu abençoado pelos santos Cosme e Damião no dia 27 de setembro de 1970, no Rio Vermelho, em Salvador. Da infância guarda forte influência de uma criação matriarcal. “Fui criado por 14 mulheres”, brinca Jauperi. O universo feminino inspirou sua primeira composição, aos oito anos, dedicada à avó, que conta um pouco de sua passagem pelo interior, onde morou por um tempo.
Em 1988, passou a integrar oficialmente o Olodum, como autor e intérprete, e faz sua primeira viagem para a Europa, onde participou dos mais importantes festivais de música da Europa, como Montreux, Womad, Metisse Musique, e tocou com astros da música nacional e internacional como Paul Simon, Tracy Chapman, Joan Baez, Djavan, Marisa Monte e Paralamas do Sucesso. A precocidade do menino do Rio Vermelho também se mostrou em seu primeiro trabalho profissional aos 19 anos, ao vencer, em 1989, o Festival de Música e Arte do Olodum (Femadum) com a música Olodum, sonho e profecia e carimbar seu passaporte para o mundo musical.
O período em que integrou o Olodum, onde permaneceu até 1992, também se mostrou fértil em composições. Datam desse período hits como Estrela Primeira e Capricho dos Deuses (gravada por Netinho), Fanfarra (gravada pelo Araketu). Em 1992, em busca de novos horizontes, Jau deixou o Olodum para se dedicar à carreira solo, que rendeu, no ano seguinte a gravação do disco Jauperi Balance, pela Polygram.
Depois de conquistar o mundo, restava conquistar o Sul do Brasil, o que aconteceu como projeto da banda Ifá (boa sorte em Iorubá), liderado por Jau e que rendeu um disco homônimo pela Sony. Entre 1999 e 2001, a banda invadiu os estados do sul com mais de 70 shows e Jau emplacou canções que ficaram eternizadas, como O Topo do Mundo, regravada por Daniela Mercury no CD Balé Mulato.
Um dos mais prestigiados compositores baianos da atualidade com canções gravadas pelos grandes nomes da música baiana, Jau se supera a cada projeto. Prova disto foi o sucesso meteórico da banda Afrodisíaco – que depois mudou de nome passando a se chamar Vixe Mainha –, projeto criado junto com o parceiro desde os tempos do Olodum, Pierre Onassis, em 2005. Após a saída do grupo, Jau recebeu o convite para participar da trilha sonora do filme Ó Paí, Ó e gravou ao lado de Caetano Veloso e David Moraes a música homônima, que virou o grande hit do carnaval 2007.
Durante o Verão 2008, participou dos ensaios de diversos artistas baianos e no Carnaval se apresentou na festa de Iemanjá, no Trio Expresso 2222 com os amigos Pepeu Gomes e Preta Gil e em shows no Pelourinho e no Tropical Hotel da Bahia.
No final de 2008 e começo de 2009, realizou uma temporada de sucesso absoluto no Cais Dourado com o show Bateu Saudade, um resgate de toda sua carreira, que contou com grandes participações como Caetano Veloso, Jorge Aragão, Martinália, Margareth Menezes, Saulo Fernandes, Mariene de Castro, Adelmário Coelho, Léo Macedo, Tenisson Del Rey, Olodum, Denny da Timbalada, Jammil e Duda da Diamba.
Em julho de 2009, Jau voltou a fazer os seus ensaios na Praça Tereza Batista, Pelourinho. Foram quatro ensaios que lotaram o Centro Histórico de Salvador. O sucesso foi tão grande, que os ensaios voltaram em setembro e têm levado centenas de pessoas ao Pelô. Essa volta de Jau ao Pelourinho marca também a volta da parceria do cantor com a Produtora Pequena Notável. Os ensaios acontecerão, todas as quintas-feiras, até o Carnaval 2010.

Duda da Diamba.
Em julho de 2009, Jau voltou a fazer os seus ensaios na Praça Tereza Batista, Pelourinho. Foram quatro ensaios que lotaram o Centro Histórico de Salvador. O sucesso foi tão grande, que os ensaios voltaram em setembro e têm levado centenas de pessoas ao Pelô. Essa volta de Jau ao Pelourinho marca também a volta da parceria do cantor com a Produtora Pequena Notável. Os ensaios acontecerão, todas as quintas-feiras, até o Carnaval 2010.

http://www.reveillonpraiadoforte.com.br/